No mês das mulheres, quem tem filhos com T21 merece se presentear com autocuidado - Expresso Business

Especialista na clínica de crianças com comprometimentos no desenvolvimento e deficiência ressalta importância das mulheres lembrarem de si mesmas em meio a tantos desafios

O mês em que se comemora o Dia Internacional das Mulheres está chegando, mas ainda são muitos os desafios enfrentados, especialmente quando se tratam das mães de crianças com T21, conhecida como Síndrome de Down.

Segundo Patrícia Stankowich, psicanalista, psicóloga e especialista na clínica de crianças com comprometimentos no desenvolvimento e deficiência, essas mães costumam dedicar tanto tempo para as demandas requeridas pelos filhos que, muitas vezes, esquecem de reservar um tempo para si mesmas. “Sabemos que a maternidade gera muitas cobranças e autocobranças e, quando se tratam de crianças com T21, isso pode ser potencializado. Mas as mulheres precisam entender que cuidar de si não é egoísmo, mas sim uma necessidade, é crucial. Só quando estamos bem, descansadas e plenas, podemos oferecer o melhor apoio aos nossos filhos”, avalia.

De acordo com Patrícia, as mamães de crianças com T21 deveriam encontrar pequenos momentos para cuidarem de si mesmas, o que poderia ser feito com a ajuda de uma rede de apoio, ainda que pequena. “O autocuidado não só rejuvenesce a mente e o corpo, mas também nutre a alma. Seja um breve momento de silêncio, uma caminhada tranquila ou a indulgência em algo que traga alegria, essas pausas são essenciai”, orienta.

Confira três dicas de autocuidado simples para aplicar em alguns momentos:

  1. Respiração profunda: O objetivo é tirar alguns minutos diariamente para respirar profundamente. “Encontre um lugar tranquilo, feche os olhos e inspire lentamente pelas narinas e solte o ar pela boca. A respiração também tem relação com o estado emocional. Desse modo, se o que sentimos reflete no ritmo respiratório, é possível controlar inspiração e expiração para induzir a calma”, aconselha Patrícia.

Ela explica que a respiração realizada de forma correta promove relaxamento muscular, melhora a concentração, diminui o estresse, ansiedade e depressão, melhora o equilíbrio, a autoestima, a imagem corporal e autoconceito.

  1. Contato com a natureza: Se possível, aproveite o ar livre. Uma breve caminhada em um parque ou simplesmente sentar-se ao ar livre pode trazer uma sensação de paz e ajudar a ampliar a energia, de acordo com a especialista.
  2. Tenha seus hobbies: Reserve um tempo para fazer o que ama. “Seja ler um livro, praticar um hobby ou ouvir música, esses momentos de prazer são vitais para o equilíbrio emocional das mães de crianças com T21”, sugere.

Sobre Patrícia Stankowich

Patrícia Stankowich é uma psicóloga multifacetada, circense de nascença, graduada em Filosofia pela UFOP, graduada em Psicologia pelo CESMAC, possui especializações em Psicologia Jurídica e mestrado em Psicologia da Saúde. Como facilitadora em capacitações nas áreas da Saúde e Educação, ela é uma voz autoritária na promoção da inclusão, com atendimento clínico a adultos e especialização na clínica de crianças com comprometimentos no desenvolvimento e deficiência. Para saber mais acesse o Instagram.

Share.