Carro elétrico: soluções em carregamento beneficiam comércio, residências e condomínios, explica Douglas Andrade - Expresso Business

O mercado de carros elétricos no Brasil viveu uma acelerada expansão desde de 2023. Segundo dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), entre janeiro e novembro, a soma de modelos 100% elétricos, híbridos e híbridos plug in que foram emplacados totalizou 77.648 unidades. É um crescimento de 78% em relação ao mesmo período do ano passado (43.658).

Na mesma proporção em que aumenta o número de veículos eletrificados circulando nas ruas do País, cresce a demanda por infraestrutura de recarga. Isso tanto em residências — casas e condomínios — como em estabelecimentos comerciais em geral.

Além disso, uma estação de recarga pode ser um importante diferencial para a atração de novos clientes e a fidelização da clientela. Um hotel, por exemplo, pode disponibilizar um ponto de carregamento para seus hóspedes como diferencial frente à concorrência na região.

Com a chegada dos carros elétrico carregado com energia solar vem revolucionar o setor, pensando nisso entrevistamos o empresário Douglas Andrade atuante no mercado fotovoltaico desde 2011 com empreendedores que acreditam na evolução do mercado de energia no Brasil com mais de 2700 sistemas implantados no país explica como esse mercado vem sendo lucrativo para todos. Em um depoimento ele explica:

Se o motorista possuir um sistema fotovoltaico, o custo de carregamento da bateria será bem mais baixo e pode até ser zerado.

Brasil tem grande potencial para carro elétrico ser carregado com energia solar. A fonte solar de energia é a opção mais econômica e ecológica para o abastecimento do carro elétrico. Nos últimos anos, os EVs vêm se tornando uma opção mais popular entre os consumidores, principalmente europeus, devido ao fato de a radiação solar ser uma fonte de energia limpa e renovável. De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (IEA), o Brasil já se encontra entre os 20 países com maior capacidade instalada de energia solar do mundo. A procura por sistemas fotovoltaicos tem sido crescente assim como em relação aos carros elétricos e híbridos.

Isso porque a energia solar oferece benefícios em termos de sustentabilidade e economia. Um carro movido a gasolina ou etanol tem um gasto semanal para encher o tanque. No entanto, quando a pessoa opta por um carro elétrico movido por energia solar, tudo o que ela precisa se preocupar é com o carregador e com a luz do sol. A energia vinda dos raios solares são praticamente inesgotáveis, além de não gerar resíduos que poluem a atmosfera.

Vemos isso como uma revolução para o nosso planeta que está gritando por socorro, visto que a cada dia está mais degradado. E a nossa missão é contribuir para essa melhora”, afirma Douglas.

Para o comércio, mais do que agradar uma parcela dos seus clientes, disponibilizar uma estação de recarga veicular pode representar uma oportunidade de negócio. Estabelecimentos que disponibilizam vagas de estacionamento, como supermercados, hotéis e restaurantes, dentre outros, podem ter um bom incremento do faturamento.

Mas, como isso acontece? Em primeiro lugar, a empresa pode optar por realizar a cobrança pela recarga. “É uma chance de gerar uma renda extra para o estabelecimento, independente do seu ramo de atividade”, explica Douglas Andrade “As recargas podem ser cobradas por kWh ou por minuto, diretamente por meio de um aplicativo para smartphone, cuja operação é fácil e intuitiva. Há ainda a opção de liberação da operação por meio de cartões RFID.”

Além disso, uma estação de recarga pode ser um importante diferencial para a atração de novos clientes e a fidelização da clientela. Um hotel, por exemplo, pode disponibilizar um ponto de carregamento para seus hóspedes como diferencial frente à concorrência na região.

“Seria um potencial critério de decisão para os donos de veículos elétricos escolherem a melhor opção de hospedagem”, afirma Douglas. “As estações de recarga têm potencial para gerar mais faturamento para o estabelecimento. Há, inclusive, casos em que esse incremento justifica que as recargas não sejam cobradas.”

Outro benefício, intangível, mas muito importante, é o fortalecimento da imagem corporativa perante os consumidores. “Os carregadores simbolizam o compromisso com o futuro da mobilidade e do planeta, incentivando o uso de energia limpa dos carros eletrificados”, analisa a executiva. “Além disso, cada ponto de recarga é uma colaboração direta para a construção de uma infraestrutura que atenda às necessidades do cenário urbano brasileiro.”

Saiba mais sobre o especialista entrevistado Douglas Andrade e seus trabalhos no link abaixo.

https://www.instagram.com/douglas.andrade?utm_source=ig_web_button_share_sheet&igsh=ZDNlZDc0MzIxNw==

Share.